28/10/11

Deborah Secco é eleita a mulher mais sexy do mundo pela revista VIP


Nesta quinta-feira (27/10/11), a revista VIP divulgou a capa da edição de novembro com Deborah Secco, eleita pelo público a mulher mais sexy de 2011. As fotos que ilustram a matéria foram feitas pelo fotógrafo Bob Wolfenson.

A atriz, que venceu a eleição das "100+", recebeu quase 3 milhões de votos do público, de todas as partes do mundo. A votação, que ocorreu em duas fases, foi realizada no site da revista e também por SMS.

Na manhã do mesmo dia, em seu perfil no Twitter, Deborah agradeceu aos fãs pela conquista do título:

Bom dia!!! Muito feliz por vocês terem me dado esse presente... A mais sexy...

A atriz ainda disse que deve o título à sua personagem, Natalie Lamour, de Insensato Coração, novela das nove da Rede Globo:

Mas na verdade devo esse título a "Natalie"!!! Ai que saudade daquele bapho!!! Bicha!!! Rsrs!!!

Em entrevista à VIP Deborah Secco disse que fez muito esforço para ter o corpão sarado que a sua personagem exigia: “Foram dois anos malhando três horas por dia, seis dias por semana, e com uma alimentação supercontrolada”, disse.

Só que Deborah não gostava de ter o corpão de Natalie, que tinha apenas 6% de gordura: “Me sentia meio vulgar com aquele corpão. Era difícil colocar uma roupa. Qualquer coisa que punha marcava, ficava com aquele bundão. Não achava o corpo incrível, não era elegante. Só era bonito de biquíni.”

Deborah ainda disse que ficou surpresa de receber o título de mais sexy do mundo: “Mas fico muito feliz, lisonjeada. Minha função neste ano era ser sexy, e ser reconhecida depois dos trabalhos que fiz dá uma realização maior. Acho que realmente convenci as pessoas, com minha atuação, a acreditarem num personagem que pedia muito essa sensualidade. Sensualidade que acho que naturalmente não tenho.

Deborah Secco em pose sensual: deitada na grama e
 vestida com um maiô de crochê. Crédito: Bob Wolfenson

Deborah Secco posa sentada em cima de uma porteira.
Crédito: Bob Wolfenson

Foto tirada nos bastidores do ensaio.
Crédito: Pinky Montoro


Nenhum comentário :

Postar um comentário