31/07/2014

Léo Stronda fala sobre uso de anabolizantes: "Eu não uso mais. Eu já usei"

Rapper do Bonde da Stronda foi entrevistado por Roberto Cabrini, no Conexão Repórter desta quarta-feira, dia 30


"É possível ter um corpo privilegiado sem usar anabolizantes?" pergunta Cabrini para Léo Stronda. Foto: Reprodução/SBT

Em entrevista ao apresentador Roberto Cabrini, do programa Conexão Repórter, o rapper e fisiculturista Léo Stronda deu a sua opinião sobre o uso de anabolizantes.

No documentário "Músculos Proibidos", exibido nessa quarta-feira, dia 30, o vocalista do Bonde da Stronda disse que já gastou muito dinheiro para ter o corpo musculoso que hoje possui. "Acho que já gastei mais de cem mil reais com o meu corpo. Fácil", disse. "Com o quê?", perguntou uma entrevistadora. "Com tudo", respondeu o cantor.

Léo contou para Cabrini que descobriu os anabolizantes por meio de amigos. "Mas depois eu fui ao médico e pedi orientação pra saber o que eu podia usar. Aí eu tive diversos exames laboratoriais e fisiológicos e de saúde pra poder chegar a um consenso", disse.

O fisiculturista, que não quis revelar o nome do médico, contou que fez uso de anabolizantes para tratar de dois problemas de saúde: "Eu tinha deficiência de testosterona e crescimento ósseo", disse.

Depois, Cabrini perguntou para Léo de forma incisiva: "É possível ter um corpo privilegiado sem usar anabolizantes?". O cantor respondeu: "É possível, com certeza, mas é igual um carro: ou você anda de Fusca ou você anda de Mercedes", comparou.

Ao ser perguntado por Cabrini sobre o quanto de seu físico musculoso era resultado do uso de anabolizantes, o rapper respondeu: "O anabolizante não faz milagre. Se você, Roberto Cabrini, fizer o uso agora de um esteróide anabolizante, você vai reter líquido e ficar cansado", disse.

Ele contou que o uso de anabolizantes lhe permitiu ficar musculoso em poucos anos: "Eu diria que acelera o processo, um pouco. O que eu conquistaria com 20 anos eu conquistei com 5, vamos dizer". O cantor ainda disse que nunca teve receio de usar os medicamentos restritos: "Não tive nenhum e não tenho até hoje", disse.

Em seguida, Cabrini apresentou a Léo a mãe de Mike, um jovem de 21 anos que morreu após usar anabolizante para cavalo. "Até que ponto esse depoimento muda a sua opinião sobre o uso de anabolizantes?" indagou Cabrini. "Nenhum", respondeu Léo. "Você vai continuar usando", perguntou novamente o jornalista. "Eu não uso mais. Eu já usei", admitiu. "Eu cheguei num corpo em que eu não preciso mais usar", completou o rapper.

"Qual é a grande mentira sobre esse assunto?" perguntou Cabrini. "É dizer que não usam", respondeu. "O quanto é comum o uso?", indagou. "Total", disse o fisiculturista.

Léo disse que o uso de anabolizantes não é feito apenas por frequentadores de academias: "Tenista, futebol, basquete, ciclismo, triatlon, todos eles usam. Mas ninguém admite por causa de patrocinadores e porque ainda é taxado como trapaça pra quem compete. É uma grande hipocrisia", opinou.