01/08/14

"Fui enganado", diz Léo Stronda sobre entrevista concedida ao Conexão Repórter

Rapper e fisiculturista escreveu declaração sobre a sua participação no programa em rede social. "Fui pego de surpresa", disse.


Léo Stronda disse que foi pego de surpresa pela produção do Conexão Repórter. Foto: Reprodução/SBT

Em uma declaração feita em sua página no Facebook na tarde desta sexta-feira, dia 01, o rapper Léo Stronda disse que foi enganado pela produção do programa Conexão Repórter, ao qual concedeu uma entrevista exclusiva na quarta-feira passada, dia 30.

Segundo o fisiculturista, ele foi convidado para falar sobre a carreira de rapper e seu estilo de vida bodybuilding. Ele ainda faria um alerta aos jovens sobre o risco do uso de anabolizantes.

Mas no dia da entrevista, a situação se inverteu e Léo Stronda disse que foi "pego de surpresa". Segundo o vocalista, o jornalista Roberto Cabrini começou a fazer perguntas incisivas sobre o uso de anabolizantes na tentativa de o "criminalizar".

O cantor disse que só foram ao ar as primeiras perguntas feitas pelo jornalista em que "estava desnorteado sem saber o que fazer".

Ao final da declaração, Léo diz que não se arrepende de nada do que falou e pediu desculpas aos seus fãs "pela imagem que fizeram do esporte na mídia". Leia a declaração na íntegra, a seguir


- Declaracao: Conexao Reporter.

O primeiro contato com a produção do programa foi com uma ligação onde eles me pediram para ir falar abertamente sobre o MEU uso de esteroides anabolizante, onde claramente recusei. Pelos motivos simples; tenho fās menores de idade e/ou fanáticos que fariam qualquer coisas para seguirem meus passos e assim meu receio era a influencia errada.

Duas semanas depois houve o segundo contato, onde eles mencionaram uma mudança. Eu iria la para representar o esporte fisiculturismo como um artista influente que o pratica, falar sobre minha carreira, sobre o estilo de vida e como eu concilio isso tudo. E também aproveitar para alertar os jovens quanto ao uso indevido de anabolizantes. Onde prometeram não falar sobre esse assunto relacionado a mim, e sim de um modo geral com o intuito de educar.

Sendo assim eu aceitei. Eles foram ao meu show em Sao Paulo, acompanharam minha rotina, a correria de bastidores e como eu tirava o tempo para me alimentar e todo aquele processo da minha profissão e claro, como era ser um rapper. Acho que isso para eu acreditar fielmente que seria apenas para eu relatar a minha rotina como rapper e bodybuilder.

No dia da entrevista. Esperei por horas no camarim, fui ao set de filmagem e me deparei com aquele lugar escuro e com uma luz em cima de mim, ja estranhei o clima. Toda a equipe em volta preparou os equipamentos e anunciaram o inicio da gravação, ou seja, o repórter Roberto Cabrini só entrou quando ja estávamos filmando, apertou minha māo e começou as perguntas incisivas. Todas as perguntas foram sobre anabolizantes e todas foram querendo me criminalizar. Ainda colocaram uma māe triste com um filho falecido por uso de anabolizante veterinário comprado com um amigo no ponto de ônibus e provavelmente injetado via intravenosa, e mais um rapaz ignorante querendo ficar fortinho para ser stripper. Deprimente a situação, totalmente avesso ao nosso esporte de fato. Foram mais de 40 min de perguntas e respostas. So que do meio pro final ja tinha passado o choque e eu comecei a dominar mais a situação e consegui dizer tudo que eu precisava dizer e de forma que eles ficaram sem resposta. Não parei no meio de entrevista porque eu me senti na obrigação de colocar aquilo para baixo. Porem só foi ao ar as primeiras perguntas, onde ainda estava desnorteado sem saber o que fazer, pois tinha me preparado para responder sobre a minha vida e fui pego de surpresa.

O real intuito do programa era alertar e mostrar esse tipo de pessoas e não o esporte. Fui enganado. Eu não devia estar la com esse propósito. Porem Cabrini fez o seu trabalho, é um excelente profissional e ontem em uma ligação que fez para meu telefone pessoal disse que não sabia que eu desconhecia do real intuito do programa.

Esperava que fosse pior. Ao menos eu estive la contradizendo as ideias negativas e falcatrua que fizeram em nome do esporte. Vários atletas respeitados foram chamados para estar onde eu estive, e todos recusaram, por medo, por receio, por não ter coragem de colocar a cara ou simplesmente por serem inteligentes.

Sou muito autentico, educado e sincero, não me arrependo de nada do que eu falei, continuei firme, não neguei o uso mas também não entreguei meus segredos.

Mais uma vez peço desculpas pela imagem que fizeram do esporte na mídia. Mas eu também fui defasado nessa história.

- LeoStronda


2 comentários :

  1. de boa velho não esquenta sempre samos seus fa

    ResponderExcluir
  2. Que climão!

    ResponderExcluir