05/05/15

Fisiculturista que sonhava ser o Hulk injeta óleo no corpo e quase perde os braços

Romário dos Santos Alves quase amputou os braços devido a aplicações de Synthol no corpo


Fisiculturista Romário dos Santos Alves arriscou a vida para ficar parecido com o Hulk. Foto: Pedro Ladeira/Barcroft

Com informações do Daily Mail

O fisiculturista Romário dos Santos Alves, 25 anos, sonhava em ter um corpo tão musculoso como o do Incrível Hulk. Em entrevista ao jornal Daily Mail, ele revelou quase ter perdido os braços devido a aplicações de um óleo no corpo.

Natural de Caldas Novas (GO), o ex-segurança é pai de um filho e disse ter feito aplicações de Synthol (ADE) no corpo para ficar parecido com o super-herói, mas quase perdeu a vida. "Eu quero que outras pessoas vejam os perigos. Eu poderia ter morrido, tudo porque eu queria músculos maiores. Não vale a pena", disse.

Romário dos Santos Alves trabalhava como segurança antes de começar a injetar óleo no corpo. Foto: Barcroft
Romário dos Santos Alves trabalhava como segurança antes de começar a injetar óleo no corpo.
Foto: Barcroft

Romário dos Santos Alves sonhava em ter um corpo tão grande quanto o do Hulk. Foto: Barcroft
Romário dos Santos Alves sonhava em ter um corpo tão grande quanto o do Hulk.
Foto: Barcroft

Romário contou que se tornou obcecado pelo uso da droga há três anos, após mudar de sua cidade natal para Goiânia. "Vi alguns caras grandes na academia com braços enormes e comecei a fazer amizade com eles", disse. "Eles me apresentaram o Synthol e eu fiquei animado com os resultados. Eu perdi o controle", revelou.

O vício o levou a procurar formas cada vez mais perigosas para injetar o óleo no corpo. "Meus músculos começaram a endurecer e eu não conseguia nem injetar nos braços. Passei a usar agulha específica para aplicar em bois", disse o fisiculturista.

Romário dos Santos Alves exibe bíceps de 63 cm obtido com aplicações de Synthol. Foto: Pedro Ladeira/Barcroft
Romário dos Santos Alves exibe bíceps de 63 cm obtido com aplicações de Synthol.
Foto: Pedro Ladeira/Barcroft

Romário dos Santos Alves começou a usar Synthol por influência de amigos. Foto: Pedro Ladeira/Barcroft
Romário dos Santos Alves começou a usar Synthol por influência de amigos.
Foto: Pedro Ladeira/Barcroft

Ao descobrir sobre o risco da substância para a saúde, sua esposa Marisangela Marinho, 22 anos, o obrigou a escolher entre o casamento e o Synthol.

"Essa foi a parte mais difícil da nossa vida, porque eu tive depressão e fui demitido do meu trabalho por tentar me suicidar", revelou.

Romário ficou internado em uma clínica e só contou com a ajuda da esposa, que estava grávida de seis meses na ocasião. "Decidi nunca mais tomar qualquer droga, passamos por um momento muito difícil e quase morremos de fome", recordou.

Romário dos Santos Alves ao lado da esposa e do filho. Foto: Pedro Ladeira/Barcroft
Romário dos Santos Alves ao lado da esposa e do filho.
Foto: Pedro Ladeira/Barcroft

A administração descontrolada da substância levou o goiano a alcançar 63 cm de bíceps, atitude que colocou a sua vida em risco. "Lembro-me de que o médico me disse que seria obrigado a amputar os dois braços. Ele disse que tudo lá dentro, todos os meus músculos, viraram pedra", contou.

Após realizar uma ressonância magnética, veio uma boa notícia. "Graças a Deus, o médico me disse que não teria que amputar. Ele poderia remover as pedras de Synthol que tinham formado em meus braços", completou.

Romário dos Santos Alves quase amputou os dois braços por usar óleo no corpo. Foto: Pedro Ladeira/Barcroft
Romário dos Santos Alves quase amputou os dois braços por usar óleo no corpo.
Foto: Pedro Ladeira/Barcroft

Romário não utiliza Synthol há dois anos, mas outras drogas musculares o tentam de vez em quando. "Duas semanas atrás eu comprei uma substância chamada estigor, um hormônio para cavalo", disse.

"Eu injetei a agulha no meu peito e suguei o ar para ver se não tinha pegado nenhuma veia. Eu gelei e comecei a suar frio", relatou.

"Minha mente começou a se lembrar de coisas que já passei e pensei que não poderia fazer isso. Eu não podia ceder à tentação de novo", contou.

Romário ainda tem a ambição de se tornar um fisiculturista profissional, mas tem o compromisso de ficar limpo. "Eu me arrependo muito. Minha ambição ainda é me tornar um fisiculturista, mas tenho um longo caminho a percorrer. Eu sei que vou alcançar", disse.



7 comentários :

  1. como podem comparar esse cara com um fisiculturista? kkkkk
    o cara injetou óleo e ainda coloca na matéria "fisiculturista" kkk, e isso não é bomba, é óleo mineral (ADE/Synthol), ele não tinha os braços grandes por causa de músculos, e sim por causa do óleo, e nem era forte, só tinha óleo no braço kkk, e ainda o óleo nem parece com um músculo, é um negócio estranho '-'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquer pessoa que pratica exercícios com o objetivo de desenvolver músculos no corpo é considerado fisiculturista. Só que ele não é um atleta, não é federado.

      Excluir
    2. Não pode falar que ele é fisiculturista porque usou óleo. Então não pode falar que é fisiculturista aquele que usa bomba para ganhar músculos e é o que mais acontece entre os atletas que praticam esse esporte.

      Excluir
  2. o pior é que sites grandes publicaram essa matéria, não deveriam publicar coisas como essa, vocês, no caso, tiraram de outra fonte.. que é um site grande tbm e pôs esse cara como fisiculturista

    ResponderExcluir
  3. Se quer mesmo ser um atleta de verdade largue esses óleos e vai puxar ferro na academia. Toma vergonha na cara!

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkk morro de rir desse frango de merda kkkkk

    ResponderExcluir