10/10/2017

Agência Mundial Antidoping exclui o álcool da Lista Proibida

Decisão foi tomada pelo Comitê Executivo da WADA após análise cuidadosa


Bebidas alcóolicas. Foto: Pexels

A Agência Mundial Antidoping (WADA) decidiu excluir o álcool da Lista de Substâncias e Métodos Proibidos. A decisão foi tomada pelo Comitê Executivo da WADA.

"Após uma análise cuidadosa e ampla consulta, o álcool foi excluído da Lista Proibida. A intenção dessa mudança não é comprometer a integridade ou segurança de qualquer esporte onde o consumo de álcool é uma preocupação, mas sim endossar diferentes meios de proibir o álcool nesses esportes", justificou a Agência.

Quatro federações internacionais, entre elas a IFBB, foram afetadas por essa mudança. Elas foram alertadas com antecedência para alterarem suas regras e estabelecerem protocolos para testarem o uso de álcool e punirem de forma adequada os atletas que não respeitarem as regras por elas estabelecidas.

As Organizações Nacionais Antidoping não são mais obrigadas a realizar testes, mas podem ajudar as federações nacionais e internacionais quando apropriado.

Lista Proibida


Desde 2004, a WADA publica anualmente a Lista Proibida. O documento constitui uma das cinco normas internacionais obrigatórias para todos os signatários do Código Mundial Antidopagem, dentre eles a IFBB.

A Lista Proibida aponta quais substâncias e métodos são proibidos dentro e fora das competições e quais substâncias são proibidas em esportes específicos.

No final de setembro, o Comitê Executivo da WADA publicou a Lista de Substâncias e Métodos Proibidos 2018, que entra em vigor em 1 de janeiro de 2018.