28/08/2013

Félix Bonfim recusou propostas de suborno da X-Pharma e da NeoNutri

Além de receber ameaças, o comerciante disse que recebeu propostas em dinheiro para não divulgar laudos sobre wheys de empresas de suplementos reprovados em análises de laboratório


Félix Bonfim mostra fotocópia da carteira de motorista de Francisco Gorgulho Fernandes, representante da NeoNutri. Foto: Divulgação

O comerciante Félix Bonfim disse que foi ameaçado por empresas de suplementos alimentares que tiveram produtos à base de whey protein reprovados em laudos de laboratório divulgados ao público nas redes sociais.

Em um vídeo postado em seu canal no You Tube nesta terça-feira, dia 27, Félix afirmou que recebeu pessoalmente uma proposta de suborno do empresário Maurício Cavachini, proprietário da empresa X-Pharma, para que os laudos de suplementos protéicos da marca não fossem divulgados ao público.

"Me ofereceu 200 mil reais, me ofereceu lojas da NutriStore aonde eu quisesse montar em qualquer lugar do Brasil em troca de eu não divulgar os seus laudos. E sabe o que aconteceu meus queridos? Eu recusei", disse no vídeo.

"Eu não me vendo. Eu não tô com a minha dignidade à venda. Eu não tô com a minha hombridade à venda", completou o comerciante.

Félix ainda disse que Maurício Cavachini, que também é dono da revista Suplementação e da franquia da NutriStore no Brasil, se reuniu com empresários da Advantage Food, Fisio Nutry e Band Food.

"Falaram que eu não sabia com quem eu tava mexendo. Que se eu não obedecesse a eles, que eles iriam me emburacar, iriam sequestrar a minha família", disse.

Félix disse que também recebeu ameaças e proposta de suborno de Francisco Gorgulho Fernandes, representante da NeoNutri. "Veio na sexta-feira tentando me ameaçar, me intimidar, dizendo que estava representando os interesses da Neonutri", disse.

"Ele me ofereceu uma bagatela de 20.000 reais", revelou o comerciante. De acordo com Félix, o representante propôs que ele fizesse novas análises de produtos que seriam enviados pela própria empresa.

"Eu teria que fazer análise desses produtos, entrar com um novo vídeo no You Tube pedindo desculpas para o público, dizendo que tinha sido apenas um erro de lote, e que os produtos da NeoNutri estavam dentro das conformidades, que os produtos da NeoNutri estavam dentro dos regulamentos exigidos por lei e pela Anvisa", disse.

Félix registrou um boletim de ocorrência e abriu um processo contra as empresas que não passaram no teste de laboratório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba notícias em seu e-mail

Fale conosco

Envie sua sugestão de pauta, ensaio ou participe de matérias especiais para o site.


Nome

E-mail *

Mensagem *